8 de dez de 2012

Convencendo os pais



Hoje meus dois pais já aceitam a ideia de que eu vou fazer intercâmbio, mas nem sempre foi assim. Minha mãe sempre apoiou mas meu pai era uma dessas pessoas que eu citei no post anterior, que falavam que não valia a pena sair do conforto da casa. Nunca cheguei a argumentar com ele diretamente sobre isso, o que eu fiz e deu certo foi:

  • Procurei me informar o máximo possível sobre o assunto. Assim estava mais segura na hora de argumentar e demonstrar certeza no que quero.
  • Pedi para meu tio conversar com meu pai sobre, contar o quanto minha prima cresceu como pessoa depois do intercâmbio. Meu tio falou inclusive que a filha dele foi sem ele ter certeza se era o melhor para ela, com o tempo ele viu que ter deixado ela ir foi a melhor coisa que ele fez.
  • Meu pai soltava algumas indiretas tentando me convencer a não ir, quando isso acontecia eu simplesmente ignorava. Não argumentava na hora não, no meu caso isso foi o que ajudou muito a não ocorrer brigas sobre isso.
  • Apresentei a ideia final para o meu pai, depois de escolher a empresa, o período e o país. Tive a ajuda de minha mãe nisso, fui na agência procurar me informar sobre os tipos de programa e só com tudo escolhido levei a ele.
Depois de ter trabalhado mais ou menos um ou dois anos nisso consegui. Quando eu apareci com os papéis da agência e tudo quase decidido ele não teve reação, percebeu que era o que eu queria e ponto. Marquei meu Slep Test e depois vou leva-lo lá para fechar a negociação.

Você deve estar se perguntando o que é Slep Test, mas isso eu vou explicar no próximo post, onde vou falar sobre a minha primeira visita a agência. ;) Bzuss!

Nenhum comentário:

Postar um comentário